Ouça agora na Rádio

Tecnologia

Compartilhe agora

Usuários reclamam de lentidão no YouTube e Google culpa uso de ad blockers

Postado em 21/11/2023 por Sistema Plug

img-page-categoria

Fonte imagem capa:Imagem: GettyImages

O Google confirmou que a lentidão no YouTube sentida e denunciada por alguns usuários nos últimos dias nas redes sociais é culpa do uso de ad blockers. Segundo a companhia, os aplicativos ou extensões de bloqueio de anúncio apresentam incompatibilidades com a plataforma de vídeos.

A polêmica começou com vários relatos de usuários de navegadores como o Mozilla Firefox e o Microsoft Edge. Segundo algumas dessas pessoas, o Google estaria reduzindo a velocidade de carregamento e o desempenho do YouTube de propósito em programas rivais que não fossem o Google Chrome.

  • Leia também: YouTube irá exigir que criadores coloquem avisos em vídeos gerados por IA

Já outros usuários afirmam que sentiram problemas de navegação no serviço de vídeos até mesmo a partir do Chrome. Procurado pelo Android Authority, o Google enviou uma nota oficial ao site explicando o caso.


Por que o YouTube está mais lento?

Em defesa, a companhia rejeitou as acusações de que está piorando o desempenho do YouTube em navegadores rivais. Ela alega que qualquer "visualização abaixo do ideal" no YouTube é, na verdade, culpa do uso de bloqueadores de anúncio por esses usuários.

Nas últimas semanas, a Google intensificou a perseguição contra esse tipo de programa, ampliando restrições e impedindo o consumo de vídeos por pessoas que utilizam métodos para burlar as propagandas na plataforma.

  • Confira: Bloqueio do YouTube gera recorde de desinstalações de ad blockers; entenda

Ainda de acordo com o Google, qualquer navegador com um ad blocker instalado pode gerar uma experiência piorada do YouTube propositalmente.

A ideia da plataforma é que isso faça o usuário deletar a ferramenta para ter a performance normalizada ou então assine o YouTube Premium, que é a versão paga do serviço, que remove toda a publicidade automática dos clipes.

Veja a nota completa do YouTube sobre o caso

"Para apoiar um ecossistema diversificado de criadores globalmente e permitir que bilhões acessem seus conteúdos favoritos no YouTube, nós lançamos esforços para insistir que usuários com bloqueadores de anúncios liberados permitam propagandas no YouTube ou experimentem o YouTube Premium para uma experiência sem publicidade.

Usuários que tiverem bloqueadores de anúncios instalados podem sentir uma visualização abaixo do ideal, independentemente do navegador que elas estejam usando."